01. Fiel Testemunha da Esperança

Texto  Bíblico

“Eu,  Pedro,  apóstolo  de  Jesus  Cristo,  escrevo  esta  carta  aos  escolhidos…”  (1  Pedro  1:1  NVT)  

Meditação

Como  apreciador  dos  filmes  sobre  a  Segunda  Guerra  tenho  especial  predileção  pelas  cenas  que  retratam  o  fim  do   conflito.  Não  gostaria  jamais  de  testemunhar  os  horrores  das  batalhas,  mas  posso  imaginar  a  alegria  das  multidões   nas  ruas,  janelas,  sobre  prédios,  em  efusivas  demonstrações  de  esperança  em  um  novo  tempo.

Assim  vejo  o  apóstolo  Pedro,  alguém  que  presenciou  todo  o  ministério  terreno  de  Jesus  Cristo,  enfrentou  as   angústias  e  incertezas  durante  o  julgamento,  crucificação  e  morte  do  Mestre,  para  depois  ser  testemunha  de  Sua   ressureição  e  ascensão.  Um  discípulo  digno  da  denominação  ‘fiel  testemunha  da  esperança’.  Mais  do  que  isso,  é   impressionante  pensar  em  sua  trajetória,  de  simples  pescador,  homem  despojado,  impetuoso,  a  orador  da  igreja   primitiva,  e  pilar  do  cristianismo.

Seu  nome,  como  conhecido  na  Bíblia,  que  significa  pedra  ou  seixo,  foi  dado  pelo  próprio  Jesus,  exclusivamente  a   ele,  conhecendo  o  papel  que  lhe  seria  dado  (João  1:42;  Mateus  16:18),  de  apóstolo  e  representante  de  Cristo  (Atos   14:4;  Atos  14:14).  Seu  chamado  e  comissão  para  pregar  o  Evangelho,  com  autoridade  para  realizar  milagres,  lhe   credenciou  a  testemunhar  como  verdadeiro  mensageiro  de  Cristo,  como  se  falando  em  sua  presença,  usando   palavras  de  Lutero.

Pedro  era  plenamente  capaz  de  encorajar,  primeiramente  os  que  subiram  a  Jerusalém  no  Pentecostes,  como   também  os  demais  cristãos,  que  enfrentaram  muitas  aflições  por  causa  de  Cristo  (1  Pedro  3:14),  à  firmeza  na  fé  e   constância  na  provação.  Suas  palavras  inspiradas  continuar  a  nos  incentivar  a  confessar  e  reconhecer  Cristo  como  a   verdade  única  sobre  a  qual  a  igreja  está  fundamentada,  e  a  testemunhar  da  esperança  que  há  nEle  (1  Pedro  3:15).

Antes  de  subir  aos  céus  Jesus  prometeu  aos  seus  discípulos  poder  para  cumprir  sua  missão,  ou  seja,  de  dar   testemunho  oral,  e  de  agir  sob  Sua  autoridade,  no  poder  concedido  pelo  Espírito.

Em  tempos  de  crise  precisamos  de  muitas  pessoas  que  sejam  testemunhas  fiéis  da  esperança.  Gente  que  tenha   autoridade  para  declarar  e  praticar  as  grandes  coisas  que  Deus  tem  feito  e  que  continuará  fazendo  (Atos  4:20),   coerentemente  com  o  programa  de  Deus,  cujas  diretrizes  foram  definidas  por  Cristo,  de  fazer  a  mensagem  do  Reino   ouvida  em  toda  a  terra,  a  partir  de  Jerusalém.  Jerônimo,  um  dos  pais  da  igreja,  diz  que  Pedro  foi  crucificado,  com  a   cabeça  para  baixo  e  os  pés  para  o  alto  a  pedido  dele  mesmo  porque  era  –  disse  ele  –  indigno  de  ser  crucificado  do   mesmo  modo  e  jeito  como  fora  o  Senhor.

A  motivação  para  esse  testemunho  fiel  é  o  amor,  evidência  do  discipulado  e  da  esperança  dada  por  Deus  ao  mundo   na  pessoa  de  Cristo.

Leia  também 

1  João  1:1-­‐3;  Atos  4:20;  1  Tessalonicenses  2:8;  João  13:35;  Filipenses  2:10,  15;  Apocalipse  7:9-­‐17;

Sugestões  para  Discussão  em  Grupo 

  • Temos  consciência  de  que  somos  testemunhas  de  Cristo?
  • Nosso  testemunho  revela  a  esperança  que  há  em  Cristo?  Especialmente  em  tempos  difíceis?

Sugestão  de  Oração

“Senhor  Deus,  eu  agradeço  por  ter  amado  o  mundo  a  ponto  de  enviar  Cristo,  que  morrendo  e  ressuscitando  fez-­‐se  o   maior  testemunho  de  esperança  para  a  humanidade,  e  para  mim.  Ajuda-­‐me  a  manifestar  essa  esperança  em  minha   vida,  em  atos  e  palavras,  de  tal  modo  que  outros  creiam  na  verdade  do  Evangelho.  Oro  em  nome  dEle!  Amém!”

Arquivo

  Devocional 01 – Fiel Testemunha da Esperança.pdf

Print your tickets