As artes como ferramenta

As artes como ferramenta

Aleluia!
Louvem a Deus em todos os lugares, de todas as formas.
Louvai-o no firmamento, obra do seu poder.
Louvai-o pelos seus poderosos feitos, segundo a imensidão da sua grandeza!
Louvem com sons, instrumentos de cordas, instrumentos de percussão, instrumentos de sopro, com a voz, com música eletrônica, clássica, samba, rock e jazz.
Louvem com a arte circense, com pinturas, esculturas, fotografias, clipes e quadrinhos.
Louvem com danças, com sapateado e teatro.
Louvem em grupo.
Louvem sozinhos.
Em alta voz ou em silêncio.
Presta atenção!
Tudo o que tem vida, tudo que respira, louve o Senhor.

Esse texto, inspirado no Salmo 150, mostra um pouco do que aconteceu na celebração do domingo 28 de junho. Monólogo interpretado pelo Palhaço Cicatriz – personagem de Humberto Bastos –, ele mostra como as artes podem ser uma ferramenta para adorar a Deus e comunicar verdades bíblicas.

Na parte da tarde, um grupo de cerca de 40 pessoas, a maior parte voluntários do CBMoema Kids, participou de um treinamento com Júnior De Larina, missionário que serve na Irlanda e que trouxe a mensagem nesse dia. De técnicas de mágica a dobraduras, tudo para dizer que “Deus tanto amou o mundo que deu seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eternal” (Jo 3.16).

Paulo Moreira Filho
Pastor da CBMoema

Book your tickets