Em prol de crianças em risco

Voluntários atuam de diversas formas junto com o Imbra, entidade parceira da CBMoema

A CBMoema, para cumprir a missão de manifestar Jesus, definiu 3 focos de atuação para priorizar: Jovens profissionais, Crianças em risco e Missões transculturais. Cada um dos focos conta com um grupo de membros e frequentadores que pensam e realizam diferentes ações.
Em função das viagens que aconteceram ao Líbano em maio e em junho, ambas promovidas pelo grupo Missões transculturais, muito se falou de nossa atuação com os refugiados sírios que estão vivendo ali.
Queremos, agora, colocar a igreja a par do que tem sido feito em prol do foco Crianças em risco.
Douglas Yamashita, membro da CBMoema e advogado, é um dos que atuam nesse foco e, na entrevista a seguir, conta as últimas.

Como o grupo com foco em crianças em risco atua?
Boa parcela das crianças e adolescentes do País cresce exposta a riscos: violência, drogas, criminalidade, exploração sexual etc. Próximo ao local em que nos reunimos, na Avenida Jornalista Roberto Marinho, uma organização não governamental, o Instituto Muda Brasil (Imbra), desenvolve projetos que visam minimizar esses riscos e apresentar o amor de Jesus a crianças e adolescentes. Firmamos com eles uma parceria.

Como ela funciona na prática?
A escolha do Imbra como instituição se deu pelo trabalho que realizam, proximidade física e também em função de o Guilherme Lima, que idealizou e dirige o Imbra, ser membro de nossa comunidade. O envolvimento da CBMoema acontece das mais diferentes formas. Como comunidade, contribuímos mensalmente com uma quantia para o Imbra. Alguns membros e frequentadores também envolvem-se dessa forma.

Fazemos algo além de contribuir financeiramente com o Imbra?
Claro! Há diversas pessoas atuando como voluntários. Tempos atrás, algumas mulheres souberam que era necessário organizar a cozinha da instituição e o bazar e arregaçaram as mangas. Outros, atuam diretamente com as crianças que participam dos diferentes projetos socioeducativos. A Raquel Paganelli, que é pedagoga, presta uma consultoria nessa área e, junto com o Murad, seu esposo, promove a Escola de Pais com a ajuda de outros voluntários da CBMoema. São cursos gratuitos com temas relevantes para as famílias das crianças atendidas, já foi ministrado um sobre a importância de se estabelecer limites e de demostrar amor, outro sobre nutrição etc.

Quais são as maiores necessidades e possibilidades?
São tantas as necessidades e possibilidades! Incrível ver pessoas colocando seus dons e talentos os mais diversos em prol de crianças em risco. Ainda falando de nossa atuação, empresários da igreja têm ajudado na área de planejamento estratégico; administradores, auxiliado na organização financeira; adolescentes da igreja ajudaram nas férias como tradutores de um grupo de estrangeiros que veio realizar um trabalho pontual no Imbra;  hoje, o Jorge Abud (membro da CBMoema) faz parte da diretoria estatutária, entre tantos outros exemplos preciosos. Tive a oportunidade de desenvolver com o Guilherme um projeto que consideramos um negócio do reino. Estudamos a viabilidade econômica dele, formamos um grupo de embaixadores que, além de doar o capital inicia, abrem portas em empresas. Com isso, contratamos o time inicial e o Imbra tornou-se, também, uma escola profissionalizante que recruta e treina meninos e meninas de 14 a 22 anos para empresas. Por lei, elas devem ter de 5% a 15% de jovens aprendizes em seu quadro. Um dos membros da CBMoema começou requerendo 10 deles e, pela graça de Deus, foi fechado um contrato para o Imbra capacitar outros cerca de 300 aprendizes para outra empresa. Isso gerará receita para o Imbra e renda para as famílias dos jovens, além de ser uma oportunidade de testemunho cristão. A CBMoema é uma dos agentes desse impacto do evangelho em toda a cidade de São Paulo.

E como isso tem a ver com minimizar riscos e mostrar o amor de Jesus?
Além de contribuirmos para esses jovens terem oportunidade de um ingresso digno no mercado de trabalho, todos eles passam uma manhã ou tarde por semana com instrutores do Imbra. Nesse tempo, vamos além do que se espera de uma entidade que treina jovens aprendizes, podemos falar de valores cristãos, demostrar e falar do amor de Deus a eles, sem descuidar da excelência educacional.

O grupo que atua com crianças em risco precisa de mais pessoas?
Quanto mais pessoas interessadas, mais podemos fazer. O envolvimento pode ser pontual ou contínuo. Outro exemplo diz respeito a uma das crianças atendidas, uma menina com deficiência física que necessitava de uma cirurgia de alta complexidade. Ela, inclusive, corria risco de vida. Pequenos Grupos (PGs) envolveram-se fielmente em oração por ela, alguém da área de materiais cirúrgicos indicou médicos competentes para realizar laudos técnicos, um advogado auxiliou no encaminhamento da ordem judicial para que fosse realizada, com urgência, a cirurgia. Todos os envolvidos são pessoas ligadas à CBMoema.

Quem quer ajudar, deve procurar por quem?
Pode encaminhar um e-mail para cbmoema@cbmoema.com.br. Saia da arquibancada e vem jogar junto para o reino!

Book your tickets